Vida aleatória

American Museum of Natural History – Dia 3 Parte 2/2

Nossa que nomezão!!!

A segunda parte do meu terceiro dia foi bem inesperada, saí do MET com a sensação que deveria ter ficado mais e visto tudo de novo! E sabia que tinha planejado 5 atrações naquele dia (sendo que 2 já havia perdido), mas tinha na lista o museu de história natural. O que vinha na minha cabeça era algo no filme uma noite no museu! rs

Atravessei de novo o Central Park a pé e sem me perder viva ao GPS e logo avistei o museu, e o meu pensamento foi: “se tudo isso for o museu não vai dar tempo”. E realmente não deu tempo para ver tudo 🙁 ficou de fora uma exposição sobre Cuba, desculpa mas preferi ver os Dinos.

A entrada foi super tranquila, estava bem mais vazio que o MET, e a atendente me deu um folheto em português quando eu disse que era do Brasil, o que não me ajudou muito, pois na hora de pedir a direção de onde ir tinha que traduzir e muitas vezes não sabia traduzir aquilo para o inglês… Ah o inglês, esse povo come todas as palavras, então muita atenção quando eles responderem algo!

Enfim entrei no museu e a primeira impressão não foi boa, pois cai em uma exposição que falava de tipos de rochas!!! E como a disposição era bem diferente do museu anterior juro que fiquei com medo que seria só aquilo.

Bom pelo menos a pedra era bonita! Mas fiquei com medo de ser só sobre isso (pobre coitada, não sabia de nada nesse ponto)

Quando enfim entendi a logística do local entrei em um sala que poderia descrever como perturbadora. Sim minha primeira impressão não foi nada boa. Me senti incomodada com tudo aquilo!!!

Gente é tudo muito real, foram animais reais… E agora estavam eternizados daquela forma… Não soube o que pensar naquele momento

Mas não pude deixar de ficar encantada com o fundo mar! Chegou um ponto que o desconforto inicial praticamente foi substituído por algo surreal, que realmente leva a acreditar que você está vendo aquilo realmente na sua frente e é real!

E aí vemos uma Sequoia que surgiu a mais de 1400 aC que foi cortada… Até imagino o que aconteceu com o resto da árvore!

Passei por sessões incríveis, e odiei o fato aplicativo de viagens não ter deixado um dia inteiro para esse museu também… mas vamos corrigir isso para próxima… rs

 

E claro a sessão mais incrível tinha que ser as dos fosseis… Gente, nunca pensei que veria algo assim na vida…

Praticamente fui expulsa do museu em português, pois já estava estourando o horário de visitação 🙂 Tanto que não vi nada sobre a exposição de Cuba, mas nessa altura da caminhada já estava muito morta de cansaço!!!

Sentei na frente do museu, tentei recuperar as forças, pois entre o museu e o hostel tinham mais 2,5km que quase me arrastei pra chegar!

 

 

You Might Also Like

Leave a Reply